IEB5037 – Introdução à Crítica da Canção Popular-Comercial Brasileira

Prof. Dr. Walter Garcia da Silveira Junior

Início em: 10/03/2020

3º feira | 18h30 às 22h30

Local: Auditório 01 –IEB

 

Apresentar e discutir um método crítico que busca analisar e interpretar formas da canção popular-comercial brasileira. Este método crítico se filia a certa tradição de estudos da literatura brasileira, a qual inclui Antonio Candido, Roberto Schwarz e José Antonio Pasta Júnior. Em perspectiva interdisciplinar, a noção de forma se refere tanto à análise dos elementos que estruturam determinada obra quanto à interpretação dos sentidos de tal estrutura à luz do processo histórico. Assim, os materiais sonoros e literários que constituem as obras, bem como os modos como esses materiais se articulam são interpretados à luz de impasses da sociedade brasileira no período de 1939 (ano da primeira gravação da canção “A preta do acarajé”, de Dorival Caymmi) a 2014 (ano de lançamento do disco Encarnado, de Juçara Marçal).

Conteúdo:

1.Tradição oral e vestígios coloniais no mercado incipiente da canção popular-comercial no Brasil: Dorival Caymmi.
2. Samba, malandragem e delinquência, trabalho formal e trabalho informal: Rio, Zona Norte, de Nelson Pereira dos Santos (1957).
3. A modernização à brasileira e a contradição sem conflitos da bossa (1): João Gilberto.
4. A modernização à brasileira e a contradição sem conflitos da bossa (2): Tom Jobim.
5. A consolidação do mercado fonográfico hegemônico, a utopia cordial da MPB e sua ruína: Chico Buarque.
6. A consolidação do mercado fonográfico hegemônico, vanguardas modernista/pós-modernista e impasses políticos: a Tropicália.
7. A violência da sociedade brasileira contemporânea e o revide do rap em São Paulo: Racionais MC’s.
8. A canção popular e os atuais impasses da sociedade brasileira: Juçara Marçal.
9. Seminários (1).
10. Seminários (2).
11. Seminários (3).
12. Seminários (4).