História do IEB

HISTORICO

 

Criado por Sérgio Buarque de Holanda, em 1962, o Instituto de Estudos Brasileiros é um centro multidisciplinar de pesquisas e documentação sobre a história e as culturas do Brasil. Tem como desafio fundador a reflexão sobre a sociedade brasileira, envolvendo a articulação de diferentes áreas das humanidades.Contemplado em 1995 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) com o prêmio Rodrigo de Melo Franco de Andrade na categoria Preservação de Acervos Culturais Móveis e Imóveis, o IEB tem sob sua responsabilidade a guarda e a manutenção de um acervo excepcional. Tal acervo é formado por um expressivo conjunto de fundos pessoais – constituídos em vida por artistas e intelectuais brasileiros -, e que estão distribuídos entre o Arquivo, a Biblioteca e a Coleção de Artes Visuais. Manuscritos originais de nomes decisivos para nossa cultura, livros raros e obras de arte formam um conjunto de caráter único, que recebe periodicamente novas aquisições, seja através de doação ou por meio de compra.

O IEB, acervo e pesquisa são indissociáveis. As pesquisas são desenvolvidas nas áreas temáticas de Artes, Literatura, Música, História, História Econômica, Geografia, Economia, Antropologia e Sociologia. Cabe destacar ainda o programa de pós-graduação do Instituto, que leva o nome de “Culturas e Identidades Brasileiras”, e que mantem duas linhas de pesquisa: 1) Sociedade e Cultura na América Portuguesa e no Brasil; 2) Brasil: a Realidade da Criação, a Criação da Realidade.

 

Para saber mais:

Guia do IEB: o acervo do Instituto de Estudos Brasileiros, org. Ana Lúcia Duarte Lanna, São Paulo, Instituto de Estudos Brasileiros, 2010.

IEB: Origem e Significados, de João Ricardo de Castro Caldeira, prefácio de Antonio Candido, São Paulo, Imprensa Oficial, 2002.

Conheça os diretores do IEB