IEB, Itaú Cultural e MAM-SP trazem ao Brasil a 6ª edição do Congresso Internacional Educação e Acessibilidade em Museus e Patrimônio

IEB, Itaú Cultural e MAM-SP trazem ao Brasil a 6ª edição do Congresso Internacional Educação e Acessibilidade em Museus e Patrimônio

Realizado pela primeira vez no país, o encontro neste ano tem como tema Nada para Nós Sem Nós e reúne convidados do Brasil e do exterior em uma programação de mesas-redondas, sessões de comunicação oral, estudo de casos e visitas técnicas. No centro das discussões – com público e convidados – estão a programação de museus  e espaços culturais voltados para pessoas com deficiência e novos públicos, a educação inclusiva e as adequações de acessibilidade em patrimônio tombado

De 27 a 29 de novembro (quarta-feira a sexta-feira), São Paulo recebe o 6º Congresso Internacional de Educação e Acessibilidade em Museus e Patrimônio (Cieamp). O evento chega pela primeira vez no Brasil a partir da parceria entre o Itaú Cultural, o Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM-SP) e o Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo (IEB/USP). Tendo como subtítulo Nada Sobre Nós Sem Nós, o encontro reúne convidados do Brasil e do exterior para trocas de experiências a respeito do tema central. Também conta com a participação do público previamente inscrito para debater ações de educação e acessibilidade em museus. A discussão se expande, ainda, para a área dos direitos humanos e da acessibilidade a patrimônios históricos tombados.

As inscrições para assistir presencialmente o 6º Cieamp estão encerradas

Durante os três dias do congresso, conferencistas do Brasil, Espanha, França, Portugal e Reino Unido participam de mesas-redondas e apresentações de pesquisas científica de comunicação oral, além de fazerem estudos de caso e visitas técnicas a museus e exposições em diversas instituições culturais de São Paulo. Todas as ações contam com interpretação em Libras, audiodescrição, guia-intérprete e tradução simultânea em português e espanhol.

Serão abordadas temáticas como a criação de programas em museus e espaços culturais em colaboração com pessoas com deficiência e novos públicos (crianças pequenas, adolescentes, populações indígenas, coletivos feministas, de identidade de gênero e de movimentos afrodescendentes). Entram no debate, ainda, a educação inclusiva – comunicação acessível, escrita simples e atendimento a novos paradigmas de inclusão – e as adequações de acessibilidade em patrimônio tombado, a partir de práticas internacionais e brasileiras, e os desafios inerentes à temática.

 

Destaques

A programação abre no dia 28 (quarta-feira), às 10h, no Itaú Cultural, com a participação de David de Keyzer, diretor artístico do festival francês Clin d’Oeil. Ele comanda a conferência Acessibilidade em Museus – Influência da Língua de Sinais no Cenário Cultural Francês e Exterior na Construção de Patrimônio Cultural e Políticas Públicas.

As duas mesas-redondas do dia tratam sobre representatividade. Às 11h30, Bruno Ramos (Universidade Federal Fluminense e Oi Futuro/BRA), Camila Alves (pesquisadora independente/BRA) e Juan García Sandoval (Muram/Bienal Arte Outsider – ESP) debatem Participação de Pessoas com Deficiência em Projetos Culturais. Na mesa das 14h30, o tema é Participação e Representação de Novos Públicos nas Exposições e nas Coleções Museológicas, que conta com a participação de Franco Reinaudo e Silvana Gimenes (Museu da Diversidade Sexual/BRA), Valéria Toloi e Edinho Santos (Itaú Cultural/BRA), Mairi Taylor e Michelle Rolfe da companhia britânica de teatro Birds of Paradise – BOP (Escócia/Reino Unido).

A programação do primeiro dia fecha às 18h, com uma homenagem ao centenário de Dorina Nowill, pioneira no incentivo à acessibilidade cultural e à educação inclusiva no Brasil.

No dia seguinte (quinta-feira), às 10h, Patrícia Roque Martins, da Universidade do Porto, conduz a conferência Narrativas da Deficiência nas Coleções dos Museus da Direção-Geral do Patrimônio Cultural (DGPC) – Construindo Novas Identidades. Na sequência, às 11h30, a mesa Acesso ao Patrimônio Tombado reúne Antonio Espinosa Ruiz (Vilamuseu/ESP), Rafaela Felício (Ibram/BRA) e Silvana Cambiaghi (Comissão Permanente de Acessibilidade/Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida/BRA). A programação termina às 19h30, no instituto Tomie Ohtake, com o workshop Criando um Plano de Ação para Acessibilidade, com o Birds of Paradise Theatre Company (Reino Unido).

O MAM é o anfitrião das atividades do dia 30 (sexta-feira), que abre às 10h com a conferência A Pessoa com Surdocegueira como Público de Museus, com Claudia Sofia Indalécio (Associação Brasileira dos Surdos e Cegos/BRA). Em seguida, o assunto é Educação e Acessibilidade, tendo como convidados Claudio Rubino (Instituto Tomie Ohtake/BRA), Leonardo Castilho (MAM/SP/BRA) e Cássia Sofiato (Faculdade de Educação da USP/BRA). No mesmo dia, às 14h30, o debate estende-se à Comunicação e Direitos Humanos, com Almudena Domínguez (Máster en Museos – Universidad de Zaragoza/ESP), Adriana Godoy (Projeto Integrar/BRA) e Claudia Werneck (Escola de Gente/BRA).

Em uma ação extra, no sábado pela manhã, os participantes são convidados a fazer um Roteiro Cultural Acessível por São Paulo. O grupo visita o Centro de Memória Dorina Nowill, além do próprio Itaú Cultural e os institutos Butantan e Tomie Ohtake, Memorial da Resistência, Museu de Arte Contemporânea da USP, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Museu da Diversidade Sexual, Museu do Futebol e a Pinacoteca do Estado.

 

SERVIÇO:

6º Congresso Internacional de Educação e Acessibilidade em Museus e Patrimônio

(Inscrições encerradas)

Dia 27 a 29 de novembro (quarta-feira a sexta-feira)

 

 PROGRAMAÇÃO:

 Dia 27 (quarta-feira)

 

No Itaú Cultural:

Das 9h30 às 10h

Abertura com representantes do IEB/USP, do Itaú Cultural e do MAM São Paulo

Das 10h às 11h

Conferência Acessibilidade em Museus – Influência da Língua de Sinais no Cenário Cultural Francês e Exterior na Construção de Patrimônio Cultural e Políticas Públicas

Com David de Keyzer (diretor artístico do Festival Clin d’Oeil/FR)

Das 11h30 às 13h

Mesa-redonda Participação de Pessoas com Deficiência em Projetos Culturais

Com Camila Alves (pesquisadora independente/BR), Bruno Ramos (Universidade Federal Fluminense e Oi Futuro/BR) e Juan García Sandoval (Muram/Bienal Arte Outsider – ES)

Das 14h30 às 16h

Mesa-redonda Participação e Representação de Novos Públicos nas Exposições e nas Coleções Museológicas

Com Franco Reinaudo e Silvana Gimenes (Museu da Diversidade Sexual/BR), Valéria Toloi e Edinho Santos (Itaú Cultural/BR), Mairi Taylor e Michelle Rolfe da companhia britânica de teatro Birds of Paradise – BOP (Escócia/Reino Unido)

Das 16h15 às 18h

Comunicações – Tema: Participação

Das 18h às 19h30

Homenagem ao Centenário de Dorina Nowill – Pioneira no Incentivo à Acessibilidade Cultural e à Educação Inclusiva no Brasil

 

Dia 28 (quinta-feira)

No Itaú Cultural:

Das 10h às 11h

Conferência Narrativas da Deficiência nas Coleções dos Museus da Direção-Geral do Patrimônio Cultural (DGPC) – Construindo Novas Identidades

Com Patrícia Roque Martins (Universidade do Porto/PT)

Das 11h30 às 13h

Mesa-redonda Acesso ao Patrimônio Tombado

Com Antonio Espinosa Ruiz (Vilamuseu/ES), Rafaela Felício (Ibram/BR) e Silvana Cambiaghi (Comissão Permanente de Acessibilidade/Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida/BR)

Das 14h30 às 16h

Comunicações – Tema: Acesso ao Patrimônio

Das 16h15 às 16h45

Sessão de apresentação dos anais das três edições anteriores do Congresso Internacional de Educação e Acessibilidade em Museus e Patrimônio

Das 16h45 às 18h

Elaboração de Documento/Carta de Princípios – Direitos das Pessoas com Deficiência à Cultura


No Instituto Tomie Ohtake
:

Das 19h30 às 22h30

Workshop Criando um Plano de Ação para Acessibilidade

Com o Birds of Paradise Theatre Company (BOP)

Dia 29 (sexta-feira)

 

No MAM-SP:

Das 9h30 às 10h

Credenciamento e inscrição para sessões de comunicação oral e visitas técnicas

Das 10h às 11h

Conferência: A Pessoa com Surdocegueira como Público de Museus

Com Claudia Sofia Indalécio (Abrasc/BRA)

Das 11h30 às 13h

Mesa-redonda Educação e Acessibilidade

Com Claudio Rubino (Instituto Tomie Ohtake/BRA), Leonardo Castilho (MAM/SP/BRA) e Cássia Sofiato (Faculdade de Educação da USP/BRA)

Das 14h30 às 16h

Mesa-redonda Comunicação e Direitos Humanos

Com Almudena Domínguez (Máster en Museos – Universidad de Zaragoza/ESP), Adriana Godoy (Projeto Integrar/BRA) e Claudia Werneck (Escola de Gente/BRA)

Das 16h15 às 18h

Comunicações – Tema: Educação e Acessibilidade

Das 18h às 19h30

Conclusão da sexta edição e lançamento da candidatura da sétima edição do Congresso Internacional de Educação e Acessibilidade em Museus e Patrimônio

Das 19h30 às 21h

Encerramento com demonstração das proposições multissensoriais do MAM/SP

 

Dia 30 (sábado)

Roteiro Cultural Acessível:

Das 10h às 16h

Visitas às instituições MAM/SP, Itaú Cultural – Espaço Olavo Setubal, Museu de Arte Contemporânea da USP, Memorial da Resistência, Instituto Butantan, Museu do Futebol, Pinacoteca do Estado, Museu da Diversidade Sexual, Centro de Memória Dorina Nowill e Instituto Tomie Ohtake.

 

visite também a página do congresso:
http://www.ieb.usp.br/6cieamp