IEB5050 – Patrimônio Cultural, Movimentos e Lutas Sociais

Profa. Dra. Inês Cordeiro Gouveia

Início em: 05/08/2020

4º feira | 18h30 às 22h30

Local: sala 12 | IEB

Observação: a disciplina será ministrada de forma presencial, mas, eventualmente, por conta da Covid-19 poderá  ser realizada de forma remota.

Objetivos:

O objetivo é refletir sobre como referências simbólicas de movimentos e lutas sociais são identificados ou interpretados como patrimônios culturais, em processos que atrelam sentidos diversos e, por vezes, controversos. Decorrem daí os debates teóricos e conceituais a respeito das categorias memória, cultura, poder, representação e segredo, mobilizadas pelos diversos agentes, das instâncias do patrimônio cultural e dos movimentos e lutas sociais. Visa-se também a análise de casos da história do patrimônio no século XX e XXI, em torno da disputa de sentidos atribuídos a coleções. Observando consensos e dissensos, analisam-se as estratégias e metodologias utilizadas para o registro e representação de referências culturais contemporâneas no Brasil, a exemplo de inventários participativos e outras metodologias empreendidas por museus comunitários e outros agentes.

Conteúdo (Ementa):

Análise do processo de instituição de patrimônios culturais a partir da relação entre movimentos e lutas sociais (notadamente negros, indígenas e LGBTs) e agentes do patrimônio. Debate teórico, conceitual e histórico a respeito das categorias memória, esquecimento, representação, poder e segredo. Identificação conceitual e histórica dos movimentos e lutas sociais, principalmente no Brasil no século XX e XXI, observando como suas pautas implicam e impactam a manutenção das suas referências culturais. Estudo de casos em que a produção de acervos culturais, que visavam a representação de grupos, povos e comunidades, foram e são objeto de dissenso. Análise factual e conceitual de processos de repatriação e restituição, problematizando o direito à cultura e à memória. Patrimônio e identidade: de Mario de Andrade ao patrimônio imaterial; pesquisa e elaboração a partir de acervos sob a guarda do IEB. Movimentos e lutas sociais: estratégia de registro e disseminação da memória, o exemplo do inventário participativo. Movimentos e lutas sociais: transmissão e segredo, outras metodologias e pedagogias.